Páginas

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Música de Hoje




Comparsa
Seu JorgeComposição: Ana Carolina / Seu Jorge

É... deixa eu falar do meu comparsa
Que não dá mole não tem farsa
Nem cai no conto do vigário
Ele é do tamanho de um armário
Meu amigo é o Jorge Mário

Poderoso e campeão
Forte e robusto é o negão
E meu amigo joga duro
Sempre chega bem na frente
Tem um olho no futuro
E é sério e inteligente
Não é o seu
Nem é o meu
É o nosso Seu Jorge
É o nosso Seu Jorge
ihh...
É o nosso Seu Jorge
ihhhh...

E vem a Ana Carolina
Uma menina interessante
Com seu ar estonteante
Com a sua voz possante
Esse jeito diferente
Ela é a gente da gente
Botando a bola pra cima
O que começa ela termina
Disposição ela é a mina
Ana "bacana" Carolina
Ana "bacana"... a Carolina
Ana "bacana"... a Carolina
É a Ana "bacana"... a Carolina
Ana "bacana"... a Carolina

Carolina
Salve o Jorge [4x]

Pra todo mundo saber
O que é ficar lado a lado
Num cavalo sem asas
No meio do palco

Pra todo mundo saber
O que é ficar lado a lado
De um cavalo sem asas
Aqui no meio do palco

Aqui no meio do palco [8x]

Natal



Tradições Natalinas

A minha árvore de natal deve ter uns 40cm e os enfeites já vem todos montados. Moro em república, longe da família! Ontem a noite aproveitei a chuva que impediu a mim e uma das minhas amigas da república de ir a facul, peguei a caixa de cima do meu guarda roupa, chamei minha amiga e montamos, só tivemos um trabalhão de arrumar a ponta da árvore que se partiu não sabemos como no natal passado. Deixamos a cargo da única (e recente) moradora que não estava em casa (estava trabalhando) de arrumar um estrela que encaixe na ponta avarida da árvore.
Este é só o primeiro ritual, todo ano fazemos um natal antecipado na república que deve acontecer este fim de semana, já que daqui para frente tds os fins de semana até o ano que vem serão conturbados, com festas que sempre comemoram o fim de alguma coisa...
Este fim de semana, nossa festinha de natal com poucos amigos que consideramos da família.
Fim de semana que vem, festa de fim de ano do meu setor e baile de final de safra da empresa.
No outro estou viajando para Belo Horizonte - MG para formatura da minha prima e depois Resende - RJ me espera! Daí é só alegria até o dia 03/01 quando volto para Nova Olímpia - MT para dia 04/01 estar pronta para trabalhar. =(

Música de Hoje




Refrão de Um Bolero - Engenheiros do Hawaii

Eu que falei:
"Nem pensar"
Agora eu me arrependo
Roendo as unhas
Frágeis testemunhas
De um crime sem perdão

Mas eu falei sem pensar
Coração na mão
Como refrão de bolero
Eu fui sincero
Como não se pode ser

Um erro assim, tão vulgar
Nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira
Ele consegue nos achar

Num bar!

Com um vinho barato
Um cigarro no cinzeiro
E uma cara embriagada
No espelho do banheiro

Ana, teus lábios são
Labirintos, Ana!
Que atraem os meus
Instintos mais sacanas
O teu olhar sempre distante
Sempre me engana

Ana, teus lábios são
Labirintos, Ana!
Eu sigo tua pista
Todo dia da semana
Eu entro sempre
Na tua dança de cigana

domingo, 28 de novembro de 2010

Música de Hoje




Ela é Bamba - Ana Carolina

ENTÃO VAMO LÁ: ANA RITA JOANA IRACEMA CAROLINA (FALADO)
RA, RA, RA, RA, RA
RA, RA, RA, RA, RA

ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA
ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA (2 X)

ELA É BAMBA ESSA PRETA DO PONTAL
CINCO FILHOS PEQUENOS PRA CRIAR
PASSA O DIA NO TRAMPO PAU E PAU
AINDA ARRANJA UM TEMPINHO PRA SAMBAR

QUANDO CÁI NA AVENIDA ELA É DEMAIS
TODO MUNDO DE OLHO ELA NEM AÍ
FANTASIA BONITA ELA MESMO FAZ
MANDA TODAS NÃO ERRA A MIRA

MÃE, PASSISTA, ATLETA, MANICURE, DIPLOMATA
DONA DA BOTIQUE, ENFERMEIRA, ACROBATA

PARA BAILAR
BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA
PARA BAILAR, NAH (BAMBA)
PARA BAILAR IÊ, HÊ, IÊIHÊ

ELA É BAMBA ESSA ÍNDIA DA CENTRAL
VAI NO OMBRO UM CESTINHO COM NENÉM
OITO KILOS DE ROUPA NO VARAL
AINDA VENDE COCADA NESSE TREM

TODA SEXTA ELA FICA MAIS FELIZ
VAI DANÇAR NUMA BOATE DO JAÚ
FAZ UM JEITO E JÁ PENSA QUE É ATRIZ
CADA DIA INVENTA UM NOME

DORA ISAURA EMÍLIA TERESINHA E MARINA
ANA RITA JOANA IRACEMA E CAROLINA

ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA
ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA

DORA ISAURA EMÍLIA TERESINHA E MARINA
ANA RITA JOANA IRACEMA E CAROLINA

LAURA LÍGIA LUMA LUCINEIDE LUCIANA
QUER SEU NOME ESCRITO NUMA LETRA BEM BACANA

ELA É BALA A MESTIÇA É TODO GÁS
CADA BRAÇO É UMA VIGA DO PAÍS
ABRE O OLHO COM ELA MEU RAPAZ
ELA É QUASE TUDO O QUE SE DIZ
QUANDO COMPRA UMA BRIGA ELA É DEMAIS

VAI NO GROOVE E NÃO DEIXA DESANDAR
ELA É POP, ELA É RAP, ELA É BLUES E JAZZ
E NO SAMBA É PRIMEIRA LINHA

LAURA LÍGIA LUMA LUCINEIDE LUCIANA
QUER SEU NOME ESCRITO NUMA LETRA BEM BACANA

ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA
ELA É BAMBA, ELA É BAMBA, ELA É BAMBA (2 X)

Música de Hoje

De ontem...


Oh Carol
Caetano VelosoComposição: Neil Sedaka

Ahh ahh
Oh! Carol
I am bit a fool
Darling i love you
Though you treat me cruel
You hurt me
And you make me cry
But if you leave me
I will surely die

Darling, there will never be another
'Cause i love you so
Don't ever leave me
Say you'll never go

I will always want you for my sweet heart
No matter what you do
Oh! Carol
I'm so in love with you

[Tudo Denovo]

[Lento]
Oh! Carol
I am bit a fool
Darling i love you
Though you treat me cruel
You hurt me
And you make me cry
But if you leave me
I will surely die

Oh! Carol
I am bit a fool
Darling i love you
Though you treat me cruel
You hurt me
And you make me cry
But if you leave me
I will surely die

Darling, there will never be another
'Cause i love you so
Don't ever leave me
Say you'll never go

I will always want you for my sweet heart
No matter what you do
Oh! Carol
I'm so in love with you

sábado, 27 de novembro de 2010

Música de Hoje




Carol - Chuck Berry

Oh Carol, don't let him steal your heart away
I'm gonna learn to dance if it takes me all night and day

Climb into my machine so we can cruise on out
I know a swingin' little joint where we can jump and shout
It's not too far back off the highway, not so long a ride
You park your car out in the open, you can walk inside
A little cutie takes your hat and you can thank her, ma'am
Every time you make the scene you find the joint is jammed

Oh Carol, don't let him steal your heart away
I'm gonna learn to dance if it takes me all night and day

And if you wanna hear some music like the boys are playin'
Hold tight, pat your foot, don't let 'em carry it away
Don't let the heat overcome you when they play so loud
Oh, don't the music intrigue you when they get a crowd
You can't dance, I know you wish you could
I got my eyes on you baby, 'cause you dance so good

Oh Carol, don't let him steal your heart away
I'm gonna learn to dance if it takes me all night and day

Don't let him steal your heart away
I've got to learn to dance if it takes you all night and day
Oh Carol

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Pantanal

Lançado o livro "Biodiversidade no Pantanal de Poconé" sobre pesquisas de biodiversidade na Grade Pirizal no Pantanal do Poconé


O livro é uma compilação de estudos realizados na Grade Pirizal entre 2005 e 2009 e reúne pela primeira vez para uma mesma área do Pantanal informações sobre a densidade de espécies de plantas, artrópodes de solo, anfíbios (sapos, rãs e pererecas), pequenos mamíferos (roedores, marsupiais e morcegos), aves, invertebrados aquáticos e peixes. Escrito em uma linguagem destinada a não-especialistas, o livro pretende fornecer informações de boa qualidade para subsidiar as tomadas de decisão pela sociedade, além de ser uma referência para pesquisadores e estudantes sobre a utilização do sistema de grades para estudos de biodiversidade, uma das primeiras a ser instalada fora da Amazônia.


Música de Hoje




Ana - Roberto Carlos

Todo tempo que eu vivi,
Procurando o meu caminho,
Só cheguei a conclusão
Que eu não vou achar sozinho,

Oh, Ana, Ana, Ana,
Oh oh, oh oh Ana,
Que saudade de você,

Toda essa vida errada
Que eu vivo até agora,
Começou naquele dia,
Quando você foi embora...

Oh Ana, Ana, Ana,
Oh oh oh oh Ana,
Que saudade de você,

Ana eu me lembro com saudade
Do nosso tempo nosso amor nossa alegria,
Agora só te vejo nos meus sonhos
E quando acordo minha vida é tão vazia,

Oh Ana, Ana, Ana,
Oh oh oh oh Ana,
Que saudade de você.

Música de Hoje

Música de quarta



Rap do Silva - Bob Rum
Composição: Bob Rum

Todo mundo devia nessa história se ligar
Porque tem muito amigo que vai pro baile dançar
Esquecer os atritos
Deixar a briga pra la
E entender o sentido quando o dj detonar

(solta o rap dj)

Era só mais um silva que a estrela não brilha
Ele era funkeiro
Mas era pai de família

Era um domingo de sol
Ele saiu de manhã
Pra jogar seu futebol
Levou uma rosa pra irmã
Deu um beijo nas crianças
Prometeu não demorar
Falou pra sua esposa que ia vir pra almoçar

(Refrão)

Era trabalhador, pegava o trem lotado
E a boa vizinhança era considerado
E todo mundo dizia que era um cara maneiro
Outros o criticavam porque ele era funkeiro

O funk não é modismo
É uma necessidade
É pra calar os gemidos que existem nessa cidade

(Refrão)

E anoitecia ele se preparava
É pra curtir o seu baile
Que em suas veias rolava
Foi com a melhor camisa
Tênis que comprou suado
E bem antes da hora ele já estava arrumado

Se reuniu com a galera
Pegou o bonde lotado
Os seus olhos brilhavam
Ele estava animado
Sua alegria era tanta
Ao ver que tinha chegado
Foi o primeiro a decer
E por alguns foi saudado

Mas naquela triste esquina
Um sujeito apareceu
Com a cara amarrada
Sua mão estava um breu
Carregava um ferro
Em uma de suas mãos
Apertou o gatilho
Sem dar qualquer explicação

E o pobre do nosso amigo
Que foi pro baile curtir
Hoje com sua familia
Ele não irá dormir

(Refrão)

Naquela triste esquina...

Música de Hoje

Música de terça!



Carolina
Chico Buarque

Carolina 
Nos seus olhos fundos 
Guarda tanta dor 
A dor de todo esse mundo 
Eu já lhe expliquei que não vai dar 
Seu pranto não vai nada mudar 
Eu já convidei para dançar 
É hora, já sei, de aproveitar 
Lá fora, amor 
Uma rosa nasceu 
Todo mundo sambou 
Uma estrela caiu 
Eu bem que mostrei sorrindo 
Pela janela, ói que lindo 
Mas Carolina não viu 
Carolina 
Nos seus olhos tristes 
Guarda tanto amor 
O amor que já não existe 
Eu bem que avisei, vai acabar 
De tudo lhe dei para aceitar 
Mil versos cantei pra lhe agradar 
Agora não sei como explicar 
Lá fora, amor 
Uma rosa morreu 
Uma festa acabou 
Nosso barco partiu 
Eu bem que mostrei a ela 
O tempo passou na janela 
Só Carolina não viu

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Música de Hoje

Segue a série com músicas com meu nome:



Meu Amor, Minha Flor, Minha Menina
Zeca Baleiro

Meu amor minha flor minha menina
Solidão não cura com aspirina
Tanto que eu queria o teu amor

Vem me trazer calor, fervor, fervura
Me vestir do terno da ternura
Sexo também é bom negócio
O melhor da vida é isso e ócio
Isso e ócio

Minha cara, minha Carolina
A saudade ainda vai bater no teto
Até um canalha precisa de afeto
Dor não cura com penicilina

Meu amor minha flor minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

Minha cora minha coralina
mais que um goiás de amor carrego
destino de violeiro cego

Há mais solidão no aeroporto
Que num quarto de hotel barato
Antes o atrito que o contrato

Telefone não basta ao desejo
O que mais invejo é o que não vejo
O céu é azul, o mar também

Se bem que o mar as vezes muda,
Não suporto livros de auto-ajuda
Vem me ajudar, me dá seu bem

Meu amor minha flor minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

domingo, 21 de novembro de 2010

Música de Hoje

Voltando a Série de músicas com meu nome:

Para provar que não odeio sertanejo:



Ana Carolina - Jorge e Mateus
Composição: Jorge e Mateus

Nessa estrada sem rumo
Eu me perco num segundo
Morro de saudade dela
E quando bate o abandono
Para eu não perder o sono
tenho que falar com ela...

Nessa estrada sem destino,
Quantas vezes desatino,
Dá vontade de ir embora
E cair nos braços dela
Que eu sei que sempre me espera
Qualquer tempo e a qualquer hora

(refrão)
Não posso mais viver sem ela
Por ela que eu canto,
Eu canto paixão e cina
So sei viver se for por ela
Morro de saudades dela minha Ana Carolina

Música de Hoje

Hoje sábado (rsrs) tem um show aki na cidade que moro! Sertanejo claro, Munhoz e Mariano...não vou claro...me recuso, protesto...enfim...nada contra, até curto uma ou outra, mas tipo todo mundo tem direito de ouvir outras coisas, diversidade genteeeeeeeeeeeeeee!!! Mas ainda bem que fiquei, vou assistir altas horas com Tulipa Ruiz!!!



A ordem das árvores
Tulipa Ruiz

Naquele curió mora um pessegueiro
Em todo rouxinol tem sempre um jasmineiro
Todo bem-te-vi carrega uma paineira
Tem sempre um colibri que gosta de jatobá

Beija-flor é casa de ipê

Cada andorinha é lotada de pinheiro
e o joão-de-barro adora o eucalipto

A ordem das árvores não altera o passarinho

Naquele pessegueiro mora um curió
Em todo jasmineiro tem sempre um rouxinol
Toda paineira carrega um bem-te-vi
Tem sempre um jatobá que gosta de colibri

Beija-flor é casa de ipê

Cada pinheiro é lotado de andorinha
e o joão-de-barro adora o eucalipto

A ordem das árvores não altera o passarinho

Ps.: Ela tem o mesmo jeito de uma das minhas melhores amigas: Renata

Música de Hoje

De sexta-feira...

Vou iniciar uma série de com todas as músicas que conheço que tem meu nome, pode ser Ana Carolina, Ana, Carolina, Carol, Silva, Vilhena....enfim!

First minha preferida:



Carolina
Seu JorgeComposição: Seu Jorge

Carolina é uma menina bem difícil de esquecer
Andar bonito e um brilho no olhar
Tem um jeito adolescente que me faz enlouquecer
E um molejo que não vou te enganar
Maravilha feminina, meu docinho de pavê
Inteligente, ela é muito sensual
Te confesso que estou apaixonado por você

Ô Carolina isso é muito natural
Ô Carolina eu preciso de você
Ô Carolina eu não vou suportar não te ver
Carolina eu preciso te falar
Ô Carolina eu vou amar você

De segunda a segunda eu fico louco pra te ver
Quanto eu te ligo você quase nunca está
Isso era outra coisa que eu queria te dizer
não temos tempo então melhor deixar pra lá
a princípio no Domingo o que você quer fazer
faça um pedido que eu irei realizar
olha aí amigo eu digo que ela só me dá prazer
Essa mina Carolina é de abalar, ô

Ô Carolina eu preciso de você
Ô Carolina não vou suportar não te ver
Carolina eu preciso te falar
Ô Carolina eu vou amar você
Carolina, Carolina

Carolina, preciso te encontrar
Carolina, me sinto muito só
Carolina, preciso te dizer
Ô Carolina eu só quero amar você (2x)

Carolina é uma menina bem difícil de esquecer
Andar bonito e um brilho no olhar
Tem um jeito adolescente que me faz enlouquecer
E um molejo que não vou te enganar
Maravilha feminina, meu docinho de pavê
Inteligente, ela é muito sensual
Te confesso que estou apaixonado por você

Ô Carolina eu preciso de você
Ô Carolina não vou suportar não te ver
Carolina eu preciso te falar
Ô Carolina eu vou amar você

Eu vou amar você,
Pois eu vou te dar muito carinho;
Vou te dar beijinho no cangote.
Ôi Carolina
Menina Bela, Menina Bela

Carolina, preciso te encontrar
Carolina, me sinto muito só
Carolina, preciso te dizer
Ô Carolina eu só quero amar você (3x)

Carolina, Carolina.

Carol, Carol, Carol, ...

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Playlist

Bom dia pessoal!

Acessem minha playlist no cifraclub, assim estarão me ajudando a ganhar mais cupons par aconcorrer a um IPOD!

Link: http://letras.ms/7anos/10471

Vlw galera!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Música de Hoje




Minha Casa
Zeca Baleiro

É mais fácil
Cultuar os mortos
Que os vivos
Mais fácil viver
De sombras que de sóis
É mais fácil
Mimeografar o passado
Que imprimir o futuro...

Não quero ser triste
Como o poeta que envelhece
Lendo Maiakóvski
Na loja de conveniência
Não quero ser alegre
Como o cão que sai a passear
Com o seu dono alegre
Sob o sol de domingo...

Nem quero ser estanque
Como quem constrói estradas
E não anda
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas...

Amoras silvestres
No passeio público
Amores secretos
Debaixo dos guarda-chuvas
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar...

Veja o mundo passar
Como passa
Uma escola de samba
Que atravessa
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Sentado na porta
De minha casa
A mesma e única casa
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Música de Hoje




Arrastão - Elis Regina
Composição: Edu Lobo e Vinicius de Moraes

Eh! tem jangada no mar
Eh! eh! eh! Hoje tem arrastão
Eh! Todo mundo pescar
Chega de sombra e João Jô viu

Olha o arrastão entrando no mar sem fim
É meu irmão me traz Iemanjá prá mim
Olha o arrastão entrando no mar sem fim
É meu irmão me traz Iemanjá prá mim

Minha Santa Bárbara me abençoai
Quero me casar com Janaína
Eh! Puxa bem devagar
Eh! eh! eh! Já vem vindo o arrastão
Eh! É a rainha do mar
Vem, vem na rede João prá mim

Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim

Música de Hoje

De terça-feira



O Professor - Tânia Maya

Quem com pó de giz
Um lápis e apagador
Deu o verbo a Vinícius
Machado de Assis, Drummond?

Quem ensinou piano ao Tom?
Quem pôs um lápis de cor
Nos dedos de Portinari,
Picasso e Van Gogh?
Quem foi que deu asas a
Santos Dumont?

Crianças têm tantos dons
Só que, às vezes, não sabem
Quantos só se descobrem
Porque o mestre enxergou
e incentivou...

É, só se faz um país com professor
Um romance, um croquis, com professor
Um poema de amor, dim dim
Um país pra ensinar seus jovens eh
É, só se faz...
Um romance, um croquis, com professor
Um poema de amor, dim dim...

Quem com pó de giz...

Mensagem de Hoje

Terça - Feira foi meu primeiro dia em sala de aula...espero me tornar imortal assim: 

Ensinar
é um exercício

de imortalidade.
De alguma forma
continuamos a viver
naqueles cujos olhos
aprenderam a ver o mundo
pela magia da nossa palavra.
O professor, assim, não morre
jamais...

Rubem Alves 

Música de Hoje

De segunda - feira...



Me Deixa - Maria Rita e O Rappa
Composição: Marcelo Yuka

Ô lala, ô lala.. ee
Ô lala, ô lala.. ee

Podem avisar, pode avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Pode avisar, podem avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Com o novo enredo outro dia de folia
Com o novo enredo outro dia de folia

Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí
Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí

Me deixa que hoje eu to de
Bobeira, bobeira
Me deixa que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Ô lala, ô lala.. ee
Ô lala, ô lala.. ee

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo,tempo, tempo
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu to de
Bobeira, bobeira

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo, tempo, tempo
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, ve se me deixa,
Que hoje eu to de bobeira,
Bobeira, bobeira...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Música de Hoje

De domingo...

Tudo Novo de Novo - Paulinho Moska
Composição: Moska

Vamos começar
Colocando um ponto final
Pelo menos já é um sinal
De que tudo na vida tem fim

Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim

É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos

Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou

E vamos terminar
Inventando uma nova canção
Nem que seja uma outra versão
Pra tentar entender que acabou

Mas é tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos

Música de Hoje

Ixi essa é de sábado...não sei bem o que o compositor queria dizer...mas eu qro dizer mta coisa com ela! Música do nenhum de nós que ficou perfeita com o Seu Jorge cantando!



Starman - Seu Jorge
Composição: David Bowie

Larãorão! Tirimrão!
Tirimrão! Tirimrão!

A lua inteira agora
É um manto negro
Oh! Oh!
O fim das vozes no meu rádio
Oh! Oh! Oh!
São quatro ciclos no escuro deserto do céu

Quero um machado
Prá quebrar o gelo
Oh! Oh!
Quero acordar
Do sonho agora mesmo
Oh! Oh!
Quero uma chance
De tentar viver sem dor...

Sempre estar lá
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar
Sempre estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo...

Vou chorar sem medo
Vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul...

Hum! Hum! Hum!
Tiruriri! Tiruriri!
Tirimrom! Tirimrom!

A trajetória
Escapa o risco nu
Ah! Aul!
As nuvens queimam o céu
o nariz Azul
Ah! Aul!
Desculpe estranho
Eu voltei mais puro do céu...

Na lua o lado escuro é sempre igual
ah! aul!
No espaço a solidão é tão normal
Ah! Aul!
Desculpe estranho
Eu voltei mais puro do céu...

Sempre estar lá
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar
Sempre estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo...

Eu vou sonhar sem medo
Eu vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul...

Estar lá
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar
Sempre estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo...

Eu vou chorar sem medo
Eu vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul...

Uh! Uuuuuh! Uuuuuuh!

sábado, 13 de novembro de 2010

Bichinhos

Mto louco esse besouro...acho q importunamos muito ele!!! rsrs

Música de Hoje

De ontem... meu irmão que escolheu!!!



Muitos Choram - Rosa de Saron
Composição: Eduardo Faro

O vento bate na janela
Eu busco asas pra voar
Pra bem mais perto de Você
Bem mais perto de Você

Estamos livres mas sozinhos, abandonados

Por quem tinha que nos entender
Por quem tinha que nos defender

(Refrão)
Hoje muitos choram mas não desistem de viver
Hoje muitos choram sorrindo (2x)

A vida passa como um rio
E não é mais tudo tão lindo
Nos resta apenas confiar em Deus
Nos resta apenas confiar

São só palavras e promessas dissimuladas, sem noção

Que muitas vidas correm em Suas mãos
Que muitas vidas correm em Suas mãos

(Refrão)
Hoje muitos choram mas não desistem de viver
Hoje muitos choram sorrindo (2x)

Hoje muitos choram
Hoje muitos choram sorrindo

(Refrão)
Hoje muitos choram mas não desistem de viver
Hoje muitos choram sorrindo

Choram sorrindo (4x)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Música de Hoje




E que meus dias terminem assim...

O Barquinho - Leila Pinheiro
Composição: Roberto Menescal/ Ronaldo Bôscoli

Dia de luz
Festa de sol
E o barquinho a deslizar
No macio azul do mar
Tudo é verão
O amor se faz
Num barquinho pelo mar
Que desliza sem parar
Sem intenção nossa canção
Vai saindo desse mar
E o sol beija o barco e luz
Dias tão azuis

Volta do mar
Desmaia o sol
E o barquinho a deslizar
E a vontade de cantar
Céu tão azul
Ilhas do sul
E o barquinho é um coração
Deslizando na canção
Tudo isso é paz
Tudo isso traz
Uma calma de verão e então
O barquinho vai
A tardinha cai
O barquinho vai

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Música de Hoje




Não Chore Mais (No Woman, No Cry)
Gilberto Gil

No Woman, No Cry
No Woman, No Cry
No Woman, No Cry
No Woman, No Cry...

Bem que eu me lembro
Da gente sentado ali
Na grama do aterro, sob o sol
Ob-observando hipócritas
Disfarçados, rondando ao redor...

Amigos presos
Amigos sumindo assim
Prá nunca mais
Tais recordações
Retratos do mal em si
Melhor é deixar prá trás...

Não, não chore mais
Não, não chore mais
Oh! Oh!
Não, não chore mais
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!
Não, não chore mais
Hê! Hê!...

Bem que eu me lembro
Da gente sentava ali
Na grama do aterro, sob o céu
Ob-observando estrelas
Junto à fogueirinha de papel...

Quentar o frio
Requentar o pão
E comer com você
Os pés, de manhã, pisar o chão
Eu sei a barra de viver...

Mas, se Deus quiser!
Tudo, tudo, tudo vai dar pé
Tudo, tudo, tudo vai dar pé
Tudo, tudo, tudo vai dar pé
Tudo, tudo, tudo vai dar pé
Tudo, tudo, tudo vai dar pé
Tudo, tudo, tudo vai dar pé...

No Woman, No Cry
No Woman, No Cry
No Woman, No Cry
Uh! Uh! Uh!...

Não, não chore mais
Menina não chore assim!
Não, não chore mais
Oh! Oh! Oh!
No Woman, No Cry
No Woman, No Cry
Não, não chore mais
Não chore assim
Não, não chore mais
Hê! Hê!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Música de Hoje




Não me deixe só - Vanessa da Mata
Composição: Vanessa da Mata

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz (2x)

Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Não me deixe só
Que o meu destino é raro
Eu não preciso que seja caro
Quero gosto sincero do amor

Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem

Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou de bem mais

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz (2x)

Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah

Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem

Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou de bem mais

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah

Música de Hoje

Música do dia 08/10/2010



Pescador De Ilusões - O Rappa
Composição: O Rappa

Se meus joelhos
Não doessem mais
Diante de um bom motivo
Que me traga fé
Que me traga fé...

Se por alguns
Segundos eu observar
E só observar
A isca e o anzol
A isca e o anzol
A isca e o anzol
A isca e o anzol...

Ainda assim estarei
Pronto pra comemorar
Se eu me tornar
Menos faminto
E curioso
Curioso...

O mar escuro
Trará o medo
Lado a lado
Com os corais
Mais coloridos...

Valeu a pena
Êh! Êh!
Valeu a pena
Êh! Êh!
Sou pescador de ilusões
Sou pescador de ilusões...(2x)

Se eu ousar catar
Na superfície
De qualquer manhã
As palavras
De um livro
Sem final! Sem final!
Sem final! Sem final!
Final...

Valeu a pena
Êh! Êh!
Valeu a pena
Êh! Êh!
Sou pescador de ilusões
Sou pescador de ilusões...(2x)

Se eu ousar catar
Na superfície
De qualquer manhã
As palavras
De um livro
Sem final! Sem final!
Sem final! Sem final!
Final...

Valeu a pena
Êh! Êh!
Valeu a pena
Êh! Êh!
Sou pescador de ilusões...

Valeu a pena
Êh! Êh!
Valeu a pena
Êh! Êh!
Sou pescador de ilusões
Sou pescador de ilusões...

Valeu a pena
Valeu a pena
Sou pescador de ilusões
Valeu a pena
Valeu a pena
Sou pescador de ilusões
Sou pescador de ilusões
Valeu a pena!...

Música de Hoje

Mega atrasada!!! Dia 07/11/2010!



Vai levando - Bossacucanova
Composição: Chico Buarque / Caetano Veloso

Mesmo com toda a fama, com toda a brahma
Com toda a cama, com toda a lama
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa chama
Mesmo com todo o emblema, todo o problema
Todo o sistema, todo Ipanema
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa gema
Mesmo com o nada feito, com a sala escura
Com um nó no peito, com a cara dura
Não tem mais jeito, a gente não tem cura
Mesmo com o todavia, com todo dia
Com todo ia, todo não ia
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa guia
Mesmo com todo rock, com todo pop
Com todo estoque, com todo Ibope
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando esse toque
Mesmo com toda sanha, toda façanha
Toda picanha, toda campanha
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa manha
Mesmo com toda estima, com toda esgrima
Com todo clima, com tudo em cima
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa rima
Mesmo com toda cédula, com toda célula
Com toda súmula, com toda sílaba
A gente vai levando, a gente vai tocando, a gente vai tomando, a gente vai dourando essa pílula !

sábado, 6 de novembro de 2010

Música de Hoje



 
De Doce 
Volantes 

Dizem por aí
Que não é o cara certo pra você insistir
Que o passado leva a crer que vai ser só mais uma
Noite na semana
E reza a lenda que daquela cama

Dá pra ver o céu
E toda aquela história de estrelas pra contar
Se cair alguma
Aposto que vai sussurrar seu nome no pedido

E mesmo se não lhe pedir pra ficar
Prometer outro dia
Convidar pra voltar
Quando fechar a porta do elevador
Um suspiro pro espelho
Um sorriso de medo
Um desejo estranho
Um sorriso confuso
E o peito invadido
Por um gosto oportuno
De doce

Música de Hoje

De ontem... 



Prédio 
Apanhador Só 

Não é o prédio que tá caindo,
são as nuvens que tão passando.

Não sou eu que não tô sorrindo,
é teu olho que, lacrimejando...
É a tua sorte que não tá fluindo,
é o teu norte que tá variando.
Não é o prédio que tá caindo.

Não é o prédio que tá caindo,
são as nuvens que tão passando.

Não sou eu que tô confundindo,
é confundindo que eu vou te explicando.
Te explicando é que não faz sentido,
sentido é o pára que te papapá!

Manobrando premissas sem ver
Que o prédio não tá caindo
Vem, que as nuvens não tão passando

Não sou eu que não tô curtindo,
é teu coro que, desafinando...
Teu compasso que, diminuindo...
É tua mira que tá mosqueando.

Não é o prédio que tá caindo,
São as nuvens que tão passando.
E o meu vô continua vivo.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Música de Hoje



Se Eu Quiser Falar Com Deus - Pedro Mariano
Composição: Gilberto Gil

Se eu quiser falar com Deus 
Tenho que ficar a sós 
Tenho que apagar a luz 
Tenho que calar a voz 
Tenho que encontrar a paz 
Tenho que folgar os nós 
Dos sapatos, da gravata 
Dos desejos, dos receios 
Tenho que esquecer a data 
Tenho que perder a conta 
Tenho que ter mãos vazias 
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus 
Tenho que aceitar a dor 
Tenho que comer o pão 
Que o diabo amassou 
Tenho que virar um cão 
Tenho que lamber o chão 
Dos palácios, dos castelos 
Suntuosos do meu sonho 
Tenho que me ver tristonho 
Tenho que me achar medonho 
E apesar de um mal tamanho 
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus 
Tenho que me aventurar 
Tenho que subir aos céus 
Sem cordas pra segurar 
Tenho que dizer adeus 
Dar as costas, caminhar 
Decidido, pela estrada 
Que ao findar vai dar em nada 
Nada, nada, nada, nada 
Nada, nada, nada, nada 
Nada, nada, nada, nada 
Do que eu pensava encontrar

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Música de Hoje




Eu Apenas Queria Que Você Soubesse - Simone e As Chicas
Composição: Gonzaguinha

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé

Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

Bichinhos

Zoológico de Atlanta apresenta bebê panda do tamanho de um celular. Menos de 1.600 pandas vivem na selva; 280 em zoológicos e 11 nos EUA. Filhote será único animal da espécie a nascer no país este ano. O novo panda é a terceira cria de Lun Lun, uma fêmea de 13 anos, e Yang Yang, um macho da mesma idade, que conceberam por inseminação artificial.


Bichinhos

Uma rã-touro-africana foi flagrada devorando um rato. Carnívoro e de temperamento agressivo, anfíbio pode saltar 3,5 metros de altura.



Fotógrafo Mark Abbott

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Música de Hoje

Eu não disse nada sobre a nossa presidenta...é que na verdade não tenho muito para dizer... eu não a escolhi...só queria desejar que ela tenha sorte, que faça o melhor pelo país...just it! Eu amo esse país e tudo de bom que ele tem...as paisagens, as pessoas... E eu estarei aqui sempre só tentando ajudar. Então a música de hoje:

Hino Nacional Brasileiro
Composição: Francisco Manuel da Silva / Joaquim Osório Duque Estrada

I
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores".

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!